OAB-PE denuncia à ONU situação indigna nas unidades da FUNASE


Da Assessoria,
Com Adaptações

A OAB-PE encaminhou, na última semana, ao Alto Comissariado da ONU para questões de Direitos Humanos, um pedido de atuação do órgão no sentido de garantir aos adolescentes privados de liberdade - por cometerem atos infracionais – o efetivo respeito aos seus direitos. O pedido se deve ao fato de terem sido verificadas diversas violações nas unidades destinadas a esses jovens em Pernambuco e, até agora, nenhuma medida efetiva ter sido tomada.

O documento relata que o Programa Justiça ao Jovem, implantado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), realizou vistoria nas unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (FUNASE) de Pernambuco. O resultado da vistoria gerou um relatório de 24 laudas que mostrou um quadro de superlotação das unidades, falta de condições dignas de alojamento; carência de apoio educacional e cultural; sistema de internação que dificulta o convívio e a comunicação com familiares; tortura e maus-tratos; tratamento desumano, cruel e degradante perpetrados pelos próprios agentes públicos ou por outros adolescentes com a permissão dos agentes; entre outros.

“Estamos recorrendo à ONU porque, diversas vezes, o estado foi avisado – seja pela OAB-PE, seja pelo Ministério Público – desta situação inadmissível, sem que nenhuma providência tenha sido tomada pelo Poder Público. É flagrante o aviltamento dos direitos nacionais e internacionais dos adolescentes que estão sob a responsabilidade direta do Estado”, ressalta, no pedido, o presidente da OAB-PE, Henrique Mariano.

Segundo ele, “o Brasil é signatário de várias convenções internacionais que asseguram aos adolescentes privados de liberdade, o tratamento compatível com os princípios da dignidade humana, bem como a adoção de políticas sócio-educativas. Em Pernambuco, todas essas garantias individuais são flagramente violadas”.

Entre os pontos do relatório do CNJ citados no documento, está, por exemplo, a situação da unidade de Abreu e Lima – onde foram verificadas instalações repletas de infiltrações, instalações elétricas expostas e uma única área abrigando 26 adolescentes. Ao final, a entidade solicita ainda que sejam notificadas as autoridades competentes e que sejam feitas todas as diligências possíveis pela ONU para que seja modificada a situação em que se encontram os jovens internados em Pernambuco. Só em 2010, 23 casos de desrespeito aos direitos humanos ocorridos em Pernambuco foram denunciados à Organização das Nações Unidas.



24/04/2014 [09:58:26]
PM teria sequestrado um homem e exigido R$ 15 mil em Águas Belas, PE

24/04/2014 [07:50:36]
TJPE autoriza ex-deputado Pedro Corrêa a atuar como médico

23/04/2014 [14:18:31]
Dançarino levou tiro antes de morrer, dizem fontes da polícia

23/04/2014 [10:53:35]
Em Caruaru, mulher é presa com maconha e celulares na vagina

23/04/2014 [07:44:53]
Dois ex-presidiários morrem em acidente de carro no Agreste

22/04/2014 [14:57:51]
PRF contabiliza 103 acidentes no feriadão da Semana Santa em PE

22/04/2014 [09:10:03]
Jovem desaparecido é encontrado morto em Caruaru, no Agreste

22/04/2014 [08:03:40]
Trio é preso por roubar encomendas do Sedex em Paulista, PE

21/04/2014 [18:54:54]
Acidente na PE-555 deixa 4 mortos no Sertão de PE

21/04/2014 [17:41:22]
Dois tentam arremessar droga para interior de presídio e são detidos

Mais Vídeos

Copyright 2007/2012.
Rádios Liberdade AM e FM
Todos os direitos reservados.
Rua da Conceição, 16/22, 2º Andar - Centro
CEP:55004-140 - CNPJ: 09.997.776/0001-00
Caruaru – PE
Portal desenvolvido por: Acesse nosso site